Ediléia Lemos

Ediléia Lemos

Leitora / Capelinha - MG

Eu fiquei presa a fala da personagem, Samantha: "...ninguém dá a mínima para a quantidade de vezes que você cai. Só o que importa é se você será capaz de se levantar ou não." Isso traduz a força que Raul teve durante todo o percurso até conseguir cumprir a promessa feita a seu filho. Mas remete a pensar que a humanidade também é assim, porque depois de quase ser dizimada por um vírus mortal, a espécie humana conseguiu se reerguer em uma luta contra suas próprias criações (vírus e máquinas). Engraçado pensar como o ser humano consegue resistir mesmo depois de tanto lutar. Li o livro em uma tarde/noite. O leitor consegue ficar preso a uma história trágica que tem suspense e humor. Eu consegui me ver dentro do livro e imaginar cada personagem com a sutileza e o traço de cada um, é essa interação que torna a história e o livro únicos.

Richard Pereira

Richard Pereira

Leitor / Diamantina - MG

“O livro O Último Homem é fascinante, uma história envolvente e espetacular do início ao fim, uma aventura fenomenal.”

Cíntia Oliveira

Cíntia Oliveira

Leitora / Diamantina - MG

“Quando me propus a ler O Último Homem já imaginava que se trataria de uma distopia, um mundo diferente do que conhecemos, uma ficção que lidaria com questões inerentes à sociedade e a luta do homem pela sobrevivência. Mas não imaginava que mergulharia de cabeça em Tuópia e em suas características únicas, assim como na vida de nosso anti-herói Raul, o último homem. Emerson constrói seu enredo tendo como plano de fundo um mundo destruído pelas máquinas, com homens subjugados pela necessidade de sobrevivência, revestido com diálogos cortantes e referências paradoxais. Isso, sem mencionar sua pitada de humor ácido e sua crítica bastante atual sobre o mundo em que vivemos e as prioridades prementes do ser humano. “Nada é mais importante que minha jornada” – Quando o fim do mundo é só o começo. O livro nos prende do início ao fim e com certeza merece minha indicação.”

Marcelo Vieira

Marcelo Vieira

Leitor / Rio de Janeiro - RJ

"O Último Homem é uma bem sacada narrativa, cuja forma de escrita traz dinâmica e curiosidade acerca do andamento da trama, fazendo o leitor não querer largar o livro. As relações que vão surgindo entre os personagens também vão deixando a trama surpreendente. Muito bom”

Luísa Costa

Luísa Costa

Leitora / Belo Horizonte - MG

"O que dizer do livro "O Último Homem"? Esse livro tornou fácil o início da minha jornada de cumprir a famosa meta: "ler mais livros esse ano". Uma leitura que, ao mesmo tempo, é fácil, mas que traz reflexões profundas e necessárias (ainda mais após um ano como 2020, que a palavra apocalipse foi tantas vezes dita). Foi emocionante acompanhar o personagem Raul em uma jornada que, mesmo com tanta dor e tristeza, trouxe tantos ensinamentos sobre o companheirismo e a amizade. O diferencial desse livro para mim é que, mesmo tendo como pano de fundo um cenário apocalíptico, fruto dos comportamentos humanos mais nocivos, a mensagem principal não é sobre os defeitos da humanidade, e sim que para uma pessoa guiada pelo amor e seus princípios nada é impossível."

Luana Guimarães

Luana Guimarães

Leitora / Diamantina - MG

“O Último Homem é um livro que nos emociona do início ao fim, que traz ótimas reflexões sobre o futuro do nosso planeta. Em sua jornada, Raul luta contra todo o seu sofrimento para cumprir uma promessa feita ao seu filho, e é o amor pelo filho que lhe dá força.”

Carlos Rabello

Carlos Rabello

Leitor / Diamantina - MG

"Esplêndido! Carregado de ação e aventura, O Último Homem busca cumprir sua solitária missão. Lutando contra o tempo, contra seus inimigos e contra si mesmo, Raul encara seu destino com fé e bravura. De homem comum a “lobo solitário” em todas as nuances que o torna simplesmente incomum."

Wander Conceição

Wander Conceição

Leitor / Diamantina - MG

“A leitura de O Último Homem, de Emerson César, além de prazerosa é uma leitura instigante. Um livro que eu me deliciei lendo. Porque além de Emerson escrever muito bem, ele tem uma capacidade de criar um fato fictício que eu fiquei impressionado. Eu imagino que ele deve ter sempre do lado papel e caneta, à noite, do lado da cama. E outra coisa que me impressionou muito nesse livro é que ele conta uma estória como se fossem duas narrativas, bem diferentes, uma no presente e outra no passado, como se fossem duas linhas paralelas que vão se encontrar lá adiante no exato momento oportuno. Isso prende o leitor! Porque faz que a gente queira saber o que vai acontecer. E é um processo muito difícil para escrever porque você precisa estar muito preso a todas as informações para não se perder, e Emerson faz isso com uma facilidade muito grande. Então é um livro que eu recomendo muito que as pessoas leiam. (...)”

Fátima Bárbara

Fátima Bárbara

Leitora / Diamantina - MG

Finalizei a leitura do livro. Sensacional, eu amei cada detalhe. Desde o início até o desfecho da história do “último homem”. (...) Tudo se encaixa perfeitamente, a junção do passado com o presente faz com que a história fique ainda mais interessante. Obrigada por ter me proporcionado essa leitura, com certeza foi um dos melhores livros que já li.

Andressa Almeida

Andressa Almeida

Leitora / Belo Horizonte - MG

Estou extremamente apaixonadaaaa pelo “O Último Homem”, o livro chegou anteontem e já estou na metade. Apaixonei-me pelo ranzinza do Raul (rs). Nunca fui adepta a livros de ficção científica, mas “O Último Homem” me prendeu de uma forma inexplicável. Consigo me imaginar na mesmice de Tuópia, isso é fantástico. O que quero dizer é: há muito tempo um livro não me fazia sentir tantas emoções, é algo muito difícil de expressar com palavras. Deixo os meus muitos parabéns ao autor que conseguiu desabrochar em mim tantos sentimentos, digo com propriedade que ganhou mais uma leitora fiel!

Ana Karolina

Ana Karolina

Leitora / Datas - MG

O livro Revolucionários me prendeu mais a cada capítulo, propôs várias reflexões sobre o nosso sistema político e a influência da mídia sobre a população. E é claro, garante muita emoção aos corações revolucionários, além de motivar a criação de novos, despertando pensamentos talvez antes nunca observados.

Rosângela Costa

Rosângela Costa

Leitora / Diamantina - MG

Em "O Último Homem" se é convidado a acompanhar a trajetória do carismático professor Raul e sua solitária, mas inspiradora jornada.Uma corrida contra o tempo, marcada pela coragem e determinação. A ótima narrativa, o enredo autêntico, instigante e filosófico tornam a obra essencial e uma importante reflexão dos rumos que estamos tomando enquanto humanidade.

Sylvia Trindade

Sylvia Trindade

Leitora / Diamantina - MG

Realmente essa obra me levou a me imaginar no lugar de Raul e ser a "última mulher" lutando por sobrevivência. Também me fez pensar: quem eu sou? Como estou sendo como ser humana? "A partir do momento que você faz uma escolha, você é obrigado a viver com as consequências dela, sejam elas boas ou ruins." Diz uma frase. Mas, acima de tudo, essa obra me fez pensar em prosseguir sem medo para um futuro cheio de incertezas.

Camila Guedes

Camila Guedes

Leitora / Diamantina - MG

"O Último Homem" é um livro surpreendente. A narrativa se mostra atrativa e bem construída com personagens extremamente envolventes.

Pedro Vargas

Pedro Vargas

Leitor / Governador Valadares - MG

O Último Homem é um livro que te leva a pensar sobre a possibilidade de sermos confrontados por nossa própria prepotência frente às fragilidades do ser humano. Avançamos os sinais vermelhos sem refletir a respeito das consequências dos nossos atos. Pensar a respeito disso é sempre relevante, com essa obra observamos que mesmo após muitas mudanças no modo de vida, mesmo frente às ameaças, os estereótipos humanos são reciclados e revividos. Leitura que te prende e vale como uma ótima maneira de repensar até que ponto devemos avançar sem observar os prós e contras.

André Ricardo

André Ricardo

Leitor / Diamantina - MG

Essa obra me fez viajar no tempo e pensar que eu era “o último homem”. Foi muito bom ler essa incrível história! Espero que o futuro não seja assim, mas como é uma ficção, eu adorei.

Rosimery Moreira

Rosimery Moreira

Leitora / Diamantina - MG

Na obra “O Último Homem”, do renomado autor Emerson César, há uma combinação agradável de gêneros literários que juntos compõem uma linda história. Raul será o guia da viagem até, finalmente, a onda quebrar na praia e os seus olhos alcançarem o infinito! No caminho percorrido por Raul, o leitor irá se deparar com uma aventura amorosa surpreendente, além dos estudos científicos em que estão as raízes de todos os personagens. A cada capítulo o leitor irá se envolver ainda mais com o drama, e se prepare, pois, a emoção se fará presente podendo precisar de um “lencinho”, mas, o humor logo fará as lágrimas se secarem. E, ao final da viagem, o leitor irá perceber que “a beleza está nos olhos e não naquilo que se vê." Ótima leitura!

Márcia Jane

Márcia Jane

Leitora / Rio de Janeiro / RJ

“Nossa!!!! Espetacular é pouco pra definir minha opinião sobre ele!!!! É de tirar o fôlego!!! Cenas de reuniões e conchavos políticos e da ação são de deixar minha imaginação à flor da pele!!! E ainda estou na metade. Minha amiga já acabou de ler e achou maravilhoso, excelente!!!!” (Falando sobre o livro “Revolucionários”)

Dimas Moraes

Dimas Moraes

Leitor / Rio de Janeiro / RJ

“A parte denominada “Efeito Borboleta” é simplesmente um retrato bem emoldurado do Brasil. Parabéns pelo livro!” (Falando sobre o livro “Revolucionários”)

João Pedro Lyra

João Pedro Lyra

Leitor / Recife / PE

“É um dos meus livros favoritos do gênero, em escala nacional é o melhor!” (Falando sobre o livro “Revolucionários”)

Eveline Lafetá

Eveline Lafetá

Leitora / Diamantina - MG

“A história de Revolucionários te prende e te desperta a curiosidade para o desfecho da trama. O livro leva o leitor a pensar sobre a história do nosso país, bem como ao fato de como nos comportamos diante dos acontecimentos políticos que nos cercam. O melhor seria se esse livro caísse nas graças do povo e as pessoas mudassem um pouco a maneira de pensar.”

Natany Duarte

Natany Duarte

Leitora / São Paulo - SP

“Nem terminei Revolucionários Parte 1 e já quero a parte 2! O que mais eu posso dizer? Comprem o livro, uma das melhores histórias que já li até hoje!”

Erik Willian

Erik Willian

Leitor / Belo Horizonte - MG

“Gostei muito do seu trabalho! Estou surpreendido com o livro e da forma que escreveu. Teve humor, ação, suspense, inteligência e tudo que uma história precisa ter.” (Falando sobre o livro “Revolucionários”)

Conheça nossas histórias

Leia o 1º capítulo de graça!

Acesse nossa loja
Revolucionários 1

Revolucionários 1

Leia o 1º capítulo do livro Revolucionários 1.

Revolucionários 2

Revolucionários 2

Leia o 1º capítulo do livro Revolucionários 2.

Revolucionários 3

Revolucionários 3

Leia o 1º capítulo do livro Revolucionários 3.

O Último Homem

O Último Homem

Leia o 1º capítulo do livro O Último Homem.

Inscreva-se e concorra a livros, descontos, brindes e prêmios do Dragão Urbano!

CONHEÇA NOSSA LOJA

O que está esperando para se juntar a Revolução? Adquira já o seu livro e faça parte dessa história!

LOJA – DRAGÃO URBANO