O último homem no dia que o sol morreu

“A superfície seca e crestada, aquecida pelo sol do meio-dia, deixava o ar abafado, quente como em um forno. Tínhamos a impressão de que até os arbustos cheiravam mal”, escrevia, em 1835, o jovem naturalista inglês, Charles Darwin, durante sua expedição às ilhas Galápagos, no oceano Pacífico. Darwin, por simples acaso, acompanhava Raul que, também […]

Ler mais